Astroturfing: NeoFluxo encontra “cabos virtuais eleitorais” na eleição presidencial

A eleição presidencial de 2010 serviu como um amplo e complexo campo de pesquisas relacionando as campanhas eleitorais e sua mobilização na Internet. O projeto Neofluxo demonstra que houve relação entre a propaganda eleitoral televisiva e o fluxo de informações em sites de relacionamento como o Twitter. Além disso, perfis foram criados especialmente para movimentar as mídias sociais.

Como comprovar estas duas afirmações de forma estruturada? Esta foi a missão desenvolvida durante a segunda etapa do projeto, realizado pelo grupo de pesquisa Tecccog (Tecnologia, Comunicação e Ciência Cognitiva), que apresentou seus resultados nesta quarta-feira (21/08 ).

A principal hipótese do projeto é a de que, entre as estratégias adotadas durante a campanha eleitoral que elegeu Dilma Rousseff, perfis comuns funcionaram como "cabos eleitorais invisíveis" dos candidatos, influenciando alguns dos fluxos informativos. Este tipo de ação possui uma definição em inglês: astroturfing ("grama artificial", em uma tradução livre, ou seja, o que parece ser, mas não é). Para saber mais sobre o termo acesse o artigo Astroturfing: guerra suja na internet.

A procura por estes padrões foi feita em uma base de dados composta por mais de 20,2 milhões de participações de usuários do Twitter, capturadas por um sistema desenvolvido durante o segundo semestre de 2010. A escolha foi feita por sua vantagem técnica: sua API permite que desenvolvedores criem programas independentes, que incorporem tarefas como, por exemplo, a varredura e coleta de dados publicados em perfis abertos.

Os pesquisadores do projeto, liderados pelo prof. Walter Lima, estabeleceram critérios para definir quais perfis eram astroturfing: contas criadas a partir de 11 de setembro de 2010 (coincidindo com a primeira postagem); palavras ou expressões associadas a algum termo de identificação dos candidatos; rede de conexões pautadas por laços fortes e sem profundidade; e, finalmente, exclusão ou inatividade de conta a partir de novembro de 2010.

Após rigorosa seleção e aplicação de métodos de Análise de Redes Sociais (SNA) para verificar a extensão dos retweets e replies, foram encontrados padrões que evidenciam a artificialidade da ação astroturfing – ainda que as características entre os perfis indicados apresentem algumas variações.

O procedimento metodológico, desenvolvido e executado praticamente em paralelo à campanha eleitoral, representou um desafio para os pesquisadores: a análise de postagens e identificação dos perfis artificiais sofreu com a busca por palavras idênticas, mas grafadas com caracteres especiais. Além disso, durante as fases de seleção, análise e apresentação de dados, falhas de coleta e armazenamento foram identificadas.

Independentemente dos resultados, estes obstáculos evidenciam a importância de uma abordagem multidisciplinar diante de questões relacionadas às novas tecnologias de comunicação, abrindo caminho para desdobramentos do projeto.

Sobre o Neofluxo
O projeto NeoFluxo foi elaborado pelo Grupo de Pesquisa Tecccog (Tecnologia, Comunicação e Ciência Cognitiva), com o apoio do CNPq. Iniciado no primeiro semestre de 2010, o projeto construiu, de forma pioneira em estudos na área da comunicação, um sistema capaz de armazenar menções aos candidatos durante a campanha eleitoral de 2010, permitindo o monitoramento dos fluxos comunicacionais durante este período.

Em princípio, a proposta seria monitorar todas as mensagens relacionadas aos dois principais candidatos à presidência da República (José Serra/PSDB e Dilma Rousseff/PT), enviadas a partir de fontes oficiais (Twitter, Facebook e textos do site oficial) e citadas por perfis públicos do Twitter. Com o crescimento da campanha de Marina Silva/PV ao final do primeiro turno, menções ao nome dela também foram coletadas e armazenadas.

As bases compiladas pelo NeoFluxo durante o primeiro e segundo turnos das eleições presidenciais de 2010 representam um amplo escopo de pesquisas envolvendo o tema e seu impacto na Internet. Para ampliar ao máximo a execução destas múltiplas possibilidades, o acesso a todos os dados é oferecido à comunidade a partir de uma API, o que permite a qualquer desenvolvedor criar e visualizar possíveis relações entre elas.

Mais informaçõe:

Site do projeto

Artigo sobre a fase inicial da pesquisa publicado na Revista Galáxia
NEOFLUXO: Jornalismo, base de dados e a construção da esfera pública interconectada
 

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *